Número total de visualizações de página

domingo, 31 de janeiro de 2016

Cameron Russel in TEDTALKS


sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

A gravidez na adolescência



Para visualizar o vídeo, clique na imagem.
Professora Fátima Correia

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Como prevenir o sexting

Professora Gabriela Girão

Horário


terça-feira, 26 de janeiro de 2016

A Luta Contra Mutilação Genital Feminina

Professora Maria das Dores Leite

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Papiloma Vírus Humano

Trabalho realizado pela professora Lurdes Cardoso.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Dove Pela Autoestima!

Nalgumas imagens, nem tudo é o que parece!


Como algumas meninas se vêem!



És mais bonita do que pensas!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Liberta-te!


Gostas de te sentir preso?







segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Quem te ama, não te agride!


domingo, 17 de janeiro de 2016

O que se deve fazer!


quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

We should all be feminists!


Igualdade de Género



sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Internet Segura

Milhões de utilizadores, de todas as idades, culturas e estilos de vida, usam diariamente a Internet. Um meio versátil e uma fonte inesgotável de recursos, que nos permite contactar com utilizadores em regiões remotas e estabelecer uma rede de partilha com o mundo. Contudo, este mundo cheio de potencialidades, também oferece alguns riscos que ameaçam a nossa segurança e bem-estar. 

A utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) tem transformado profundamente a maneira como as pessoas vivem – como aprendem, trabalham, ocupam os tempos livres e interagem, tanto nas relações pessoais como com as organizações. Hoje é quase impossível conceber o dia-a-dia sem internet, mas é fundamental tomar precauções que garantam uma navegação mais protegida e tornem possível desfrutar das inúmeras vantagens que a internet, as redes sociais e as mais recentes tecnologias oferecem.

Alertar e prevenir para riscos como vírus, roubo de identidade, phishing, cyberbulling e sexting, promovendo a utilização segura e a privacidade dos utilizadores na internet, são os propósitos do projeto Internet Segura, que através da sua plataforma online oferece um conjunto de serviços de apoio e recursos informativos úteis a todos, em particular às famílias e educadores responsáveis pela educação e acompanhamento dos utilizadores mais jovens. 

A plataforma Internet Segura online promove também o combate à disseminação de conteúdos ilegais através da Linha Alerta, que recebe e encaminha denúncias sobre URLs suspeitos. Por outro lado, A Linha Ajuda oferece atendimento telefónico e online a crianças, jovens, pais e professores, sobre questões relacionadas com o uso de tecnologias. Garante o apoio, anónimo e confidencial, ao uso das tecnologias cobrindo todos os assuntos relativos à utilização das mesmas, incluindo problemas relacionais no seio das famílias ou entre pares, bullying, assim como exploração imprópria e indigna das crianças e jovens. 

O projeto Internet Segura é da responsabilidade de um consórcio coordenado pela FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia, que envolve a DGE - Direção Geral da Educação do Ministério da Educação, aFundação para a Computação Científica Nacional – FCCN, o IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventude e a Microsoft Portugal.


APF
http://www.apf.pt/noticias/sera-que-estamos-seguros-na-internet

JUDEUS E PALESTINOS PROTESTAM AOS BEIJOS CONTRA PROIBIÇÃO DE LIVRO

Judeus e palestinianos unem-se contra a decisão do ministro da Educação de Israel que decidiu banir do programa de ensino um livro que fala de um romance entre uma mulher judia e um homem árabe. E mostram a sua revolta com beijos.
A iniciativa foi promovida pela revista Time Out e junta casais de heterossexuais e de homossexuais mistos – com um elemento judeu e outro palestino – como reacção à proibição do livro “Gader Jayá”(“Vida de Fronteira”, em tradução livre), da escritora Dorit Rabinyan.
O ministério da Educação de Israel decidiu retirar a obra da lista de livros incluídos no programa de Ensino argumentando que “encoraja a assimilação” e que “as relações íntimas entre judeus e não judeus ameaçam a separação de identidades“.
A medida suscitou muitas críticas nas redes sociais e vários escritores, intelectuais e outras personalidades de Israel já lamentaram também a decisão do ministério liderado por Naftali Bennett, do partido nacionalista religioso Lar Judaico.
Na oposição trabalhista, o líder Isaac Herzog diz que já comprou vários exemplares do livro, incitando os israelitas a comprarem-no também.
ZAP